Sala 5

SENHORA X, SENHORITA Y

(São Paulo – SP)

Sob o pretexto de representar a peça A mais forte, de August Strindberg, duas atrizes e uma performer sonora se lançam em um jogo pelo qual intercambiam diversos papéis, explorando com humor ácido as construções heteronormativas do feminino sugeridas pelo texto. Indo mais longe: elas desafiam o autor sueco pela exposição de um disparador imprevisto: o corpo lésbico reivindicando o protagonismo da cena. O que diria Strindberg disso tudo?

Ficha técnica

Direção Geral e Dramaturgia: Silvana Garcia

Direção Audiovisual: Sol Faganello

Texto e Roteiro: Silvana Garcia, Ana Paula Lopez e Sol Faganello

Elenco: Ana Paula Lopez, Sol Faganello e Camila Couto

Dramaturgia Sonora: Camila Couto

Direção de Movimento: Ana Paula Lopez

Direção de Arte: Sol Faganello

Performance Sonora e Operação de Som: Camila Couto

Concepção de Luz: Sarah Salgado

Direção de Fotografia: Vitor Vieira

Operação de Câmera: Vitor Vieira e Camila Picolo

Captação de Som: Eric Vasconcelos

Teaser e edição de Vídeos: Sol Faganello

Transmissão: Dita Produtora

Arte Gráfica: Sol Faganello e Camila Couto

Fotografia do Espetáculo: Maria Fanchin

Assessoria de Imprensa: Nossa Senhora da Pauta

Mídias Sociais: Camila Couto

Produção Audiovisual: Dita Produtora

Produção e Realização: Damas Produções